Alqueva, uma nova
terra de oportunidades

Região Sustentável

O Alentejo, no sul de Portugal, é conhecido como sendo uma região
ambientalmente preservada.
A agricultura tradicional, de sequeiro extensivo e ancestralmente desenvolvida,
permitiu preservar um recurso que agora se revela promissor para as novas
culturas de regadio: o solo.
A conjugação deste fator com as modernas técnicas associadas ao regadio,
efetuado de forma equilibrada, com otimização dos sistemas de rega
e consequente harmonia entre as necessidades das plantas e o efetivo débito
dos diversos sistemas de rega, permitem apostar de forma segura
na sustentabilidade de uma nova agricultura e na preservação dos recursos
(água e solo) para o futuro.
A monitorização permanente levada a cabo pela empresa gestora do projeto,
a EDIA, permite caracterizar a situação de referência e acompanhar a evolução
dos diferentes descritores ambientais, com especial enfoque na água, no solo
e na biodiversidade. Este acompanhamento permanente permite ainda,
e caso seja necessário, desenvolver medidas de gestão que permitam
a proteção dos recursos, prolongando no tempo e no espaço a sustentabilidade
que se quer para a região.
O equilíbrio entre uma gestão ambiental adequada e proactiva dos recursos
naturais (como a água e o solo), a valorização de todo um território
que as infraestruturas de Alqueva permitem, aliadas a novas práticas agrícolas
e tecnologias de regadio, contribuem, de uma forma decisiva,
para o desenvolvimento sustentável da área de influência de Alqueva.

Notícias Recentes

Cooperação e Escala na Fruticultura Portuguesa em Beja | 16 de maio

Um dia de formação com um painel de discussão centrado em casos de sucesso de produção frutícola em cooperação e em escala, a ter lugar no dia 16 de maio, em Beja, numa organização do Centro de Frutologia Compal e EDIA.

Preço da água baixa em Alqueva

O novo tarifário em vigor representa uma descida que chega a atingir os 33%, nomeadamente na adução a perímetros de rega confinantes, onde a água de Alqueva é fundamental em anos de seca para garantir as atividades agrícolas.

Anuário Agrícola de Alqueva 2016 já está diponível

Nas cerca de 170 páginas, está sistematizada a informação das várias culturas, a sua rentabilidade económica, bem como a análise às tendências variáveis de mercados nacionais e internacionais.

Centro de Frutologia Compal Abertas candidaturas da Academia 2017

Em colaboração com a EDIA, o Centro de Frutologia Compal realiza uma sessão de divulgação da Academia 2017, no dia 20 de fevereiro, pelas 15 horas, no auditório da EDIA.

Alqueva | Um projeto EDIA 2017 | Todos os direitos reservados.